Sobre a prisão do prefeito de Niterói Rodrigo Neves: Desgovernar Niterói das elites econômicas e construir o autogoverno dos de baixo

Nosso coletivo possui como marca da sua existência a luta em defesa do direito por se locomover na cidade de Niterói, contra o aumento das passagens de ônibus, principalmente. Um marco importante desta luta, que nos levou a aprofundar uma série de críticas à esquerda, que, no momento posterior às jornadas de Junho, giraram para pautas diversas abandonando completamente a luta mais imediata dos transportes e construindo soluções parlamentares e superestruturais.

Niterói é uma cidade onde a esquerda no campo democrático popular, através de PDT, PT e PV, já havia sido capturada pela lógica da “pequena politica”, do jogo de corredores e interesses, bem antes do indício do PT no Governo Federal.

Esses setores, antes dos anos 2000, já experimentavam medidas de ataque ao público, formas de privatização mais ou menos veladas, por empresas, fundações, OS, ONG´s, etc. O descrédito com a esquerda é significativo, apesar da grande audiência que tem o PSOL, mesmo em segmentos mais conservadores que o programa do partido, e da existência de vigorosos movimentos sociais e expressivas figuras públicas da esquerda na cidade.

A prisão do Prefeito gerou uma série de sentimentos em quem há tempos denuncia os desmandos das elites econômicas e caciques da política. Temos muitos motivos para desconfiar de seletividade da justiça nesse caso, como em todos, se conhecemos os mecanismos de poder no Estado e na sociedade brasileira. Contudo, anos de ataques de Rodrigo Neves aos trabalhadores e trabalhadores, condenados inclusive a um reajuste anual automático das passagens de ônibus, tornam impossível defendê-lo!

Os profissionais da saúde e educação, sistematicamente atacados em seus direitos por Rodrigo, os profissionais da politica de Assistencia Social, com sua forma precarizadas de contratação, anos sem concursos, baixos salários e em condições insuficientes de trabalho, a população que convive com uma cidade partida: boa para os ricos e ruim para os pobres.

Quem precisa das políticas públicas na cidade e sofre com a ausência ou insuficiência de serviços, quem assistiu Rodrigo Neves flertar com o fundamentalismo e ceder ao Escola Sem Partido, recuando no enfrentamento as opressões….Todos nós pensamos: Rodrigo, não tem como te defender!

Se comemoramos ou não, fato é que este elemento abre margem para vários desdobramentos, desde o crescimento do fascismo na institucionalidade, em uma solução aventureira, uma instabilidade institucional pela prisão do Prefeito, renúncia do vice e posse do Presidente da Câmara, investigado por corrupção.

Nesse cenário acreditamos que a esquerda anticapitalista não pode cair no mesmo erro, na tentação institucionalizada, sem que a atuação institucional seja pensada estrategicamente. Não é momento de antecipar as eleições municipais, mas de construir um programa de ação que envolva quem ainda não está organizado, mas quer construir novas potências na sociedade e quem aposta em alguma organização anticapitalista.

Esse programa não nascerá dos gabinetes, como nunca nasce, mas das lutas já em curso e de uma necessária jornada em defesa das exploradas e explorados, oprimidos e oprimidas da cidade. Essa luta será feita com bandeiras concretas, que devem guiar a nossa unidade para ampliar a possibilidade de saídas mais efetivas, contra o avanço das ideias do fascismo e de ações de Estado na direção de retirar conquistas e direitos.

Por isso, propomos que nos reorganizemos em uma grande frente em defesa dos debaixo, mas que avancemos mais na construção, com quem hoje possui uma critica tão radical da institucionalidade, que desconfia (com causas já discutidas) das organizações anticapitalistas e da esquerda como um todo e não acompanha a dinâmica profissionalizada de militância das correntes e partidos. É hora de Desgovernar Niterói, construindo nosso autogoverno de oprimidas, oprimidos, explorados e exploradas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s